Guarda Noturno Madeira

Paulo Alves - Zona 2, Sé / S. Pedro

Guardas vs Video Vigilância

Este texto serve para esclarecer os contribuintes sobre esta situação do nosso relacionamento com as empresas de vídeo vigilância.

Para o exercício das minhas funções de Guarda Noturno, a existência de sistemas de videovigilância, vulgarmente designado por camaras de filmar, é benéfico, dado que para além de serem um elemento dissuasor, servem também como meio de comprovar que de facto o guarda nocturno passa no respectivo escritório, loja ou condóminio, tornando o nosso trabalho mais credível, dado que trabalhamos num horário onde a grande maioria das pessoas não nos vê presencialmente.

Posso adiantar que 90% dos contribuintes da minha zona dispõem de camaras de vídeo vigilância e podem acompanhar todo o meu trajeto durante as sucessivas rondas que efetuadas durante o turno.

Aos restantes 10%,regra geral, aconselho a colocação do sistema de videovigilância, seja através de uma empresa, ou através de alguém devidamente credenciado e licenciado para o efeito.

Assim sendo e como se pode constatar, não há nenhuma razão para não podermos trabalhar em conjunto, montando as empresas o respetivo sistema e fazendo nós, guardas nocturnos, a respectiva ronda física, dado que por mais sofisticado que seja o sistema de videovigilância instalado existem sempre formas de o contornar, usando algo que dificulta a identificação de eventuais intrusos (ocultando a identidade com bonés, óculos e\ou mascaras).

É aí é que acrescentamos e complementamos o serviço, ao passarmos fisicamente pelos locais os potenciais intrusos pensam duas vezes.

Desabafo de um Guarda Noturno (Paulo Alves - Zona 2 - Funchal)

Caros contribuintes;

Após quase 3 anos do inicio do projeto dos guardas noturnos no Concelho do Funchal, sinto com algum desagrado, que ainda há pessoas que direta ou indiretamente tentam colocar em causa não só a existência deste projeto, usando as mais diversas formas para o fazer quer pessoalizando, em alguns casos, a situação, colocando em causa o profissionalismo de um ou de outro guarda noturno, quer a nível geral .

É de lamentar que assim seja, dado que após estes anos há uma opção pessoal e profissional que foi feita por cada um destes elementos que fazem parte deste projeto aqui no Funchal e há um compromisso com os contribuintes, que são quem em última análise lida connosco diariamente, e quem na minha opinião avalia de fato a nossa prestação, para além, com é óbvio, das  entidades oficiais Câmara Municipal do Funchal e Polícia de Segurança Pública.

Estes profissionais que estão no terreno há mais tempo, para além do tempo investido nas horas de formação do próprio equipamento, cujo valor em alguns casos já ultrapassa os 2 mil euros, por cada guarda noturno, penso que merecem um pouco mais de consideração quer se goste ou não de determinado guarda noturno quer se simpatize mais ou menos.

Estes dois fatores não podem nem devem ser fatores a ter em conta para avaliação do desempenho de quem quer que seja nem nesta profissão nem em nenhuma outra.

A isenção e o profissionalismo devem imperar bem como, por exemplo a dedicação e a atenção que cada guarda dá aos seus contribuintes, isso sim são fatores que na minha opinião devem pesar mais do que uma qualquer opinião pessoal que se tenha do guarda noturno.

A outra face dos Guardas Noturnos

Não descurando a vertente social que a atividade de guarda noturno tem, por inerência de muitos dos seus contribuintes serem de idade avançada, surgiu a ideia do Guarda Noturno Paulo Alves, no sentido de combater o isolamento, de efetuar um convívio mensal.

Com já vem sendo habitual desde o inicio deste projecto dos guardas noturnos aqui no Funchal esta iniciativa que se realiza uma vez por mês, quando a disponibilidade e a saúde das contribuintes assim o permite, que visa sobretudo dar mais apoio humano e social dado que estamos a falar de um serviço de proximidade com a população como é o nosso.

Trata-se de uma iniciativa do guarda noturno da zona 2 , que pode ser levada a cabo noutras zonas onde existam de fato pessoas idosas que beneficiam dos nossos serviços e que vivem em alguns casos literalmente sozinhas.

Ler mais: A outra face dos Guardas Noturnos

A crise afeta todos

Caros contribuintes;

Esta noticia vem no seguimento de outras onde o tema do comércio tradicional vem ao de cima.

Conjuntamente com este texto temos algumas imagens que comprovam que de fato os guardas noturnos aqui do Funchal não têm uma vida facilitada com muitas vezes erradamente se julga.

Isto é uma amostra do que tem vindo a acontecer principalmente e com mais acentuação desde Janeiro deste ano.

São uma média de 6 /8 lojas que estão a fechar todos os meses é certo que outras abrem mas estamos a falar de 2 ou 3 muitas vezes por mês consoante a zona onde estão inseridas, sendo que nem todas as novas lojas que abrem aderem ao serviço dos guardas noturnos.

Ler mais: A crise afeta todos

Vaga de furtos ou roubos no concelho do Funchal

Caros contribuintes;

Temos assistido últimamente a uma anormal vaga de furtos ou  roubos, ou pelo menos algumas tentativas, na zona baixa do Funchal em alguns casos em pleno dia, e até mesmo durante a noite.

Tomando como exemplo dois dos últimos casos vindos a público, através da comunicação social, (Diário Noticias), o roubo há algumas semanas atrás dos cacifos das funcionárias do restaurante Armazém do Sal (rua da Alfândega), e agora mais recentemente o roubo na rua dos Ferreiros, a uma retrosaria da respectiva caixa registadora, devo adiantar que os mesmos aconteceram durante a noite mas no primero caso por volta das 21.30, e no segundo caso já apôs as 7 horas da manhã, ainda de noite, mas num período fora do horário de referência que os guardas noturnos no concelho do Funchal praticam, e que é do conhecimento dos contribuintes que aderiram aos nossos serviços.

Esta situação, para mim guarda noturno aqui na zona 2 do Funchal, só vem valorizar mais o nosso trabalho no terreno, sinal de que pelo menos durante as horas em que estamos de serviço e complementando o serviço prestado pela Polícia de Segurança Pública, temos conseguido evitar muitas situações do género, não passando de fato de tentativas de furto ou roubo.

Justiça também deve ser feita ao facto de nestas duas situações, acima referidas, a Polícia de Segurança Pública ter resolvido ambas as  situações com sucesso.

Quero com isto dizer que acredito que as pessoas que aderiram aos nossos serviços não se arrependeram e têm dados que o comprovam, acho que só temos que valorizar muito e cada vez mais esta activdade (guarda noturno), dada a actual conjuntura que se vive.

Visitantes

536537
Foto 2011
Foto 2021

Contatos

Paulo Alves
Guarda Noturno
Madeira Portugal
Mobile: 927 254 576
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
www.gnmadeira.com

Parceiros